Sonia Salcedo del Castillo

  • press3

    Mother Land save me, save me!

    The poetic of Alejandro Lloret, a Cuban-Brazilian artist, has for a leitmotif the building of a personal identity, through the understanding of the idea of space, be it material or mental. From hiper-realistic landscapes to informal abstraction, his work goes beyond the limits of likelihood and, evoking organic forms, touches another question crucial for expatriation: time.

  • Ode ao outro oleo sobre tela 120x250cm 2014

    Pátria mátria, salve salve-me!

    A poética de Alejandro Lloret, artista cubano brasileiro, tem como leitmotif a construção de uma identidade pessoal, por meio do entendimento da ideia de espaço, seja material ou mental. De paisagens hiper-realistas a abstrações informais, sua obra transgride limites de verossimilhança e, evocando formas orgânicas, toca outra questão que lhe é fundamental na lida com a expatriação: o tempo.